20 June, 2016

Outfit // Casual working girl


Às vezes a simplicidade é a resposta: uma camisa branca, uma saia midi plissada e umas sabrinas pretas. 

Não é a saia mais favorecedora que tenho: o seu comprimento abaixo do joelho faz-me parecer ainda mais baixa e fica-me larga na cintura - ou seja, faz-me parecer mais gorda e baixa, tudo o que uma mulher não quer! 

Mas há dias e dias e neste dia apeteceu-me estar prática e confortável, que se lixe a linha de cintura mal marcada e a camisa folgada demais. Aliás, senti-me tão bem que decidi tirar umas fotos para aqui, coisa que não fazia há imenso tempo. 

12 June, 2016

Beauty // Um boost de hidratação capilar


Ora então, vamos lá falar de cabelos. 
Certamente conhecem a Embelleze, uma marca brasileira de produtos de beleza capilar, tanto a nível profissional como doméstico.
Fiquei a conhecer a marca na Expocosmética e desde aí incorporei dois dos seus produtos na minha rotina. 
O branding deles não é o mais bonito, mas os produtos são sem dúvida eficazes, vêm em embalagens generosas e têm preços muito amigos das carteiras. 

26 May, 2016

Rock in Rio: Eu fui!



Esta edição do Rock in Rio Lisboa ainda vai a meio, mas para mim já terminou. Fui dia 19 ver o Boss e dia 20 ver Brian May e Roger Taylor, foram dois dias cansativos mas espetaculares.

Continua a ser o meu festival favorito, bem organizado, com fáceis acessos e preços convidativos, se souberem aproveitar as promoções (hello, 50% desconto no continente!).

No dia 19 esteve uma noite agreste, minha gente, rapei um frio que nem vos digo. Nem com calças, casaco e camisola suplente me desenrasquei. No dia seguinte lá fui eu carregada com extra agasalhos e esteve uma verdadeira noite de Verão, go figures. 


O recinto


O espaço do RiR é fantástico: muitos espaços verdes (relvinha no chão), áreas com sombras, uma colina que dá um jeitaço aos mais baixos para conseguir ver mais do que cabeças à frente durante os concertos. Além disso, abundam wcs, sempre minimamente limpas e com papel higiénico (e têm uma app a dizer a taxa de ocupação, para evitarem filas).

É permitido entrar com comida, sumos de pacote e garrafas de água sem tampa (se alguém soube qual é a cena com as tampas que me diga, já que dentro do recinto podem comprar garrafas com tampa). Claro que é preciso bom senso, não levem para lá marmitas e tupperwares.


Alimentação


Para mim, a zona alimentar é o ponto fraco: Comida fria pré-confeccionada e com pouco sabor, preços abusados, quantidades muito pequenas. Não há grande oferta de snacks, levem de casa. No entanto, thumbs up por haver opções vegetarianas por lá. 
A tal novidade dos espaços de cozinha de autor? Digo-vos que o wrap do tal chef Kiko foi dos piores que comi. Blergh.



Os concertos


Bruce Springsteen: mais de 2h30 de concerto quase sem pausas, o Bruce tem uma energia contagiante e interagiu imenso com o público. Memorável!

Queen + Adam Lambert: Queen sem Freddie não é a mesma coisa, mas foi dos concertos mais bonitos que vi, pelo ambiente: Noite de lua cheia e 74 mil pessoas a cantar as músicas em uníssono, foi qualquer coisa de épico. 
O Adam tem uma boa voz mas parece não encaixar bem ali. É um papel inglório, toda a gente sabe que o Freddie é insubstituível.
O melhor momento do concerto para mim foi a 'Love of my life' , interpretada pelo Brian May.

Dos outros concertos, muito resumidamente:
  • Stereophonics foi um concerto agradável, sentada confortavelmente no meu sofá insuflável; 
  • o Mika foi uma agradável surpresa, é um excelente performer e a música "Underwater" foi dos momentos mais bonitos da noite, com milhares de telemóveis no ar; 
  • em Xutos e Pontapés: não assisti ao concerto todo, já os vi tantas vezes que não me apeteceu, mas continuam com a mesma energia de sempre;
  • da Fergie, not much to say, não sou fã do estilo mas ela tem grande voz.


As atrações


E porque nem só de música vive um festival, há muita coisa onde nos podemos entreter, enquanto esperamos pelos concertos: Roda gigante, slide, pool parties, stands patrocinadores, rock street. Tudo gratuito, claro. 

Se são fãs de freebies e de jogos, há stands que vale a pena visitar: FNAC, Vodafone (oferece sofás insufláveis, bons para alapar à sombra), Oriflame (ganhei um saco de pano e um batom bem jeitosos)...
Melhores horas para visitar os stands? Logo depois do recinto abrir e durante os concertos. Se as filas estiverem muito grandes, esqueçam lá isso, não precisam de mais uma t-shirt!


O meu favorito foi de longe o stand da Samsung Galaxy - experimentei os óculos Gear VR, o equipamento de realidade virtual da Samsung, e fiquei parva com o realismo da experiência. 
  • Montanha russa: Acho que já posso riscar da lista a Six Flags na America. A experência foi tão realista que até senti aquele friozinho na barriga. Não olhem para baixo se tiverem vertigens! 
  • Bungee Jumping: Saltei para dentro de um vulcão, senti o quentinho da lava, e voltei ilesa. Sente-se a adrenalina do salto, mas sente-se segurança, porque hey, é virtual. Nem os medricas têm desculpa para não experimentar.
  • Foto 360º: encarnei uma super heroína, com direito a props, capa incluída. Amostra do resultado final na foto anterior (não fiquei muito bem não, os ares lá de cima não me favorecem - concentrem-se antes nos meus braços musculados).
Fiquei fã do Samsung s7, era um bom upgrade em relação ao meu S4. #samsungteam




Rock in Rio, see you again in 2018.

17 May, 2016

Rock in Rio: Eu vou! - Conselhos para festivaleiras


Bruce Springsteen, Queen, Stereophonics, me aguardem! É já esta semana que começa o Rock in Rio no parque da Bela Vista em Lisboa e confesso que já estou em pulgas. 

Já fui a uma edição anterior e adorei o espaço e o ambiente na "Cidade do Rock": tem diversas áreas temáticas, muita animação e uma colina que convida a ver os concertos sentadinha na relva, com vista direta para o palco. 

Este ano saiu-me a sorte grande: comprei um bilhete com 50% de desconto no Continente para o dia 20 (Queen!) e recebi dois bilhetes duplos para dia 19 (Bruce Springsteen!), depois de ter sido seleccionada para uma campanha da Youzz. Eu não disse que valia a pena inscreverem-se na Youzz? Pois. Agora aguardem novidades! 


Alguém a precisar de ajuda para fazer a mala para os próximos dias? Vão ao RiR pela primeira vez? Aqui ficam algumas dicas.

O que levar: 


  • Óculos de Sol, Protetor Solar e Chapéu - Previsão metereológica para esta semana: sol! Portanto, toda a levar o protetor solar para evitar queimaduras, o chapéu para prevenir dores de cabeça e os óculos de sol para não ficar com rugas. 

  • Bandana - Embora tenham regressado à moda, são mais do que um acessório trendy: protegem de poeiras, dão para apanhar o cabelo e aconchegam o pescoço à noite. 

  • Mochila - As malas a tiracolo não são muito práticas para festivais, uma mochila é uma aposta mais segura: o peso fica melhor distribuído e dá para enfiar para lá mais coisas. Não se esqueçam que no RiR costumam oferecer muitos freebies

  • Botas / Sapatilhas - Calçado confortável é prioritário. Usar sandálias é ficar sujeita a pisadelas e a pés frios quando anoitecer.  

  • Tops para o dia / Casaco quente para a noite - as diferenças de temperatura podem ser agressivas, de dia costuma estar imenso calor, de noite not so much

  • Bikini - opcional, mas ouvi dizer que este ano há Pool Parties! Mais vale prevenir... am I right?


Quinta e Sexta-feira, podem acompanhar a Cidade do Rock pelos meus olhos, no meu Instagram: @ddanielamonteiro